Pane di Genzano

 Pane di Genzano. Foto protegioda direito autoral Leila Brandao

Ja faziam aproximadamente 5 anos que eu nao fazia um pao com gluten. Meu marido sempre insistia e eu sempre dizia que iria fazer mas acabava desistindo pois queria aproveitar o meu tempo disponivel para testar novas farinhas sem gluten ou aprimorar uma receita de gluten free bread que nao tinha ficado legal.

Um dia entao decidi fazer um agrado e fiz um pao normal. Como ja nao lembrava mais quantidades e medidas, o pao nao saiu legal e ele disse que eu fiz de ma vontade🙂 . Fiquei com sentimento de culpa e decidi comprar um livro de receitas de paes e entao presentea-lo com uma receita de Pane de Genzano da Jane Mason.

O nome vem de Genzano, um pequeno vilarejo perto de Roma e o efeito especial se da ao farelo de trigo que eu acabei nao usando pois nao tinha em casa. A massa crua parece uma gelatina.

Pane di Genzano2 Foto protegida direito autoral Leila Brandao

 

Pane di Genzano

* Contem gluten

* Sem lactose, sem leite

* sem ovos

 

Ingredientes:

400g ou 3 ¼ xic de farinha de trigo

100g ou ¾ xic de farinha de trigo integral

2.5g ou 1 ½ colher (cha) de fermento seco ( para pao)

380g ou 1 ½ xic de agua morna

10g ou 2 ½ colher ( cha) de sal ( coloquei um pouco menos)

Farelo de trigo ou farinha de trigo integral para polvilhar.

Forma redonda de 23cm ou 9 inch, untada e polvilhada com farelo ou farinha de trigo integral.

 Metodo

 Em uma vasilha bem grande, coloque a farinha e faca um buraco no meio dela. Coloque o ferment no buraco e adicione 100g ou ½ xic de agua morna. Cubra com uma toalha e deixe descansar por 15 minutos para dissolver o fermento. Depois de dissolver, adicione os demais ingredients e misture bem.

Coloque a massa sobre uma surperficie polvilhada com farinha e amasse por 10 minutos. A mistura fica bem umida e pegajosa por isso amassei o pao dentro da vasilha mesmo pois nao eh recomendado acrescentar mais farinha nessa fase . Se achares que a massa estiver muito mole, pode amassar dentro da vasilha mesmo, apenas lembre-se que o gluten eh como um balao murcho, ele precisa expandir, por isso stretch, stretch, stretch a massa.

Coloque a massa de volta na vasilha e cubra com uma toalha ou uma sacola plastica. Deixe descansando por 2 horas. Por causa do clima frio daqui, eu ligo o forno ate atingir uns 30C e desligo. Coloco o pao la dentro para crescer por 2 horas. O pao ficara mole, parecendo gelatina.

Polvilhe uma superficie novamente com farinha de trigo integral, polvilhe as maos e a colher para remover a massa da vasilha e coloque a massa sobre a superficie. Modele delicadamente ate obter um formato redondo. Nao precisa amassar novamente, apenas modelar em formato de uma bola.

Coloque dentro da forma redonda e polvilhe com farelo de trigo. Cubra e deixe descansar por mais 1-2 horas ate dobrar de tamanho.

Pre-aqueca o forno para 230C ( 450F), gas 8.

Coloque o pao no forno pre-aquecido e imediatamente baixe a temperature para 200C (400F) gas 6. Asse por 35 minutos. Para saber se esta assado, retire do forno depois dos 35min e bata na bundinha do pao para ver se esta oca, caso contrario coloque novamente para assar por 5 minutos mais ou menos.

Retire do forno e coloque em uma grade para esfriar.

A casca fica fina e talvez seja por causa do meu forno.

Publicado em Dairy-Free, Paes, Sem Lactose | 2 Comentários

Pudim de leite condensado

 proxy2

Esta faz parte daquelas receitinhas ainda do tempo em que eu escrevi tudo no caderninho de receitas. Lembro que quando vim do Brasil trouxe comigo o caderninho de receitas que depois foi atualizado com as receitas que ganhei da sogra e desde entao ele fica escondidinho em uma das gavetas na cozinha. Ja esta cheio de orelhinhas….

La de vez em quando eu lembro que ele existe e entao dou uma olhada para ver se algo me agrada. A foto tambem eh velha e ja andou por todos os meus blogs antigos e como eh uma receita classica, vou deixar ela aqui tambem.

A minha receita leva creme de leite em vez de leite comum deixa uma cremosidade incrível.

 

proxy4Pudim de leite condensado

Ingredientes:

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
3 ovos inteiros
1 xicara de açúcar para caramelar ( eu colo um puquinho mais pois gosto de bastante caldinho)

Preparo

Caramelize uma forma de pudim com açúcar.
Bata o leite condensado, o creme de leite e os ovos no liquidificador. Coloque dentro da forma de pudim caramelizada e leve para cozinhar em banho maria por aproximadamente 40 minutos. Preste atenção para ele não ficar muito duro pois ele ainda vai ganhar consistência ao esfriar.
Para evitar cheiro de ovos, bata-os no liquidificador por 3 minutos antes de acrescentar os demais ingredients.

Esse pudim nao fica com os furinhos. Caso queira os furinhos, voce pode conseguir trocando o creme de leite por leite comum e nao bata no liquidificador o leite condensado com o leite e, sim, misture-os com uma colher lentamente

Publicado em Receitas doces, Sem Gluten | Deixe um comentário

Bolo de fuba, laranja e amendoas

 Cornmeal, almond and orange cake

Curti bastante os quase 6 meses que fiquei em casa de licenca maternindade. Ha anos que minhas ferias mais longas nao passavam de 3 semanas, que geralmemte é o perido que tiramos quando vamos ao Brasil. Acho que ferias nao é a palavra mais adequada pois sempre voltamos super cansados. A verdade entao é que eu estava super excited com uma licenca maternidade sem data para voltar ao trabalho.

Podem parecer longos, mas 6 meses passaram super rapido. Nesse periodo, caminhei bastante pelo meu bairro, conheci cafes legais e outras facilidades que estavam proximas da minha casa mas nunca tinha percebido. Frequentei playgroups, conheci muitas maes, fiz grandes amizade e extreitei ainda mais lacos ja existentes.

Nao esperava fazer grandes amizades durante a licenca maternidade pelo simples fato que nao sou uma pessoa que tem facilidade em fazer amizades. Sou um pouco reservada, quieta e posso muitas vezes passar a impressao de ser antipatica. Tambem nao tenho tempo para ficar horas no telefone conversando mas gracas a technologia temos agora o what’sapp e assim fica muito mais facil manter contato.

E foi num dias desses que decidi chamar algumas delas para um café da tarde com bolinho de fuba e pao de queijo. Esse eh simples e rapido de fazer. Ja fiz a versao sem gluten milhares de vezes mas desta vez decidi por uma versao com gluten pois fiz com algumas horas de antecedencia e queria ter certeza que ele ficaria bem fresh e umido na hora de servir.

Eh pratico e nao requer uso de batedeira nem liquidificador e da para colocar a bebe no sling e fazer o bolinho em 5 minutos.

Peco desculpas pela foto que foi tirada no iphone. 

 

 Bolo de fuba, laranja e amendoas

  • Sem lactose, sem leite
  • Para versao sem gluten: substitua a farinha de trigo pela farinha de arroz.

 

Ingredientes

 2 ovos grandes

1 xic de acucar

½ xic de oleo de girassol

½ xicara de suco de laranja, espremido na hora e coado

1 xic de farinha de arroz (para a versao sem gluten) ou de trigo

½ xicara de farinha de milho/ fuba

¼ xic de farelo de amendoas

2 colheres (cha) fermento em po químico

½ colher (cha) sal

Raspas da casca de 1 laranja

¼ xic de lascas de amendoas

Preparo

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Unte com oleo uma forma de pao ou bolo ingles e polvilhe com farinha de fuba. Eu uso esses forros ja prontos.

Em uma vasilha grande, misture o oleo, ovos, acucar e o suco de laranja. Acrescente a farinha de trigo ou de arroz, polenta, farelo de amendoas, fermento, sal e as raspinhas de laranja, misturando delicadamente e o suficiente para deixar uma massa homogenea.

Coloque a massa na forma preparada, polvilhe com as laminas de amendoas e leve ao forno por 35-40 minutos. Faça o teste do palito.

Retire o bolo do forno e deixe-o ainda na forma, sobre uma gradinha, para esfriar, por 20 minutos.

Retire o bolo da forma, retire o papel manteiga do fundo, e recoloque o bolo na gradinha, para terminar de esfriar.

Publicado em Bolos, Dairy-Free, Sem Gluten, Sem Lactose | 1 Comentário

Macaron Mogador

 

Macaron - Foto protegida, direito autoral Leila BrandaoPor algumas horas, imaginei minha cozinha como sendo a da Rua Bonaparte 72, no charmoso bairro de St. Germain des Pres, em Paris. Falo da cozinha de Pierre Herme, um dos chefs de patisserie mais respeitados ou melhor, a de um legendário do mundo dos macarons, o picasso da patisserie.

 Eu buscava, na minha cozinha imaginária de Pierre Herme, além da técnica, um macaron luxuosamente macio, com um recheio tropical voluptuoso, exótico, de maracujá bem marcante.

 Coloquei o avental e junto a chocolates, ovos e amêndoas segui atentamente as instruções do chef. A receita era de Macaron Mogador, uma combinação de chocolate ao leite e maracujá.

                                                                                                            Macaron Mogador

 Adaptado do livro de Pierre Herme, “Macarons”

Ingredientes

 300g de farinha de amêndoas

300g de açúcar de confeiteiro

110g claras de ovos(1)

5g de corante de limão amarelo

300g de açúcar refinado

75g de água

110g claras de ovos (2)

Cacau em pó (para polvilhar a casca)

Recheio:

100g de manteiga sem sal em temperatura ambiente

550g Chocolate ao leite sem glúten – 40% cacau

250ml de suco de maracujá

Preparo

 Instruções para a massa de macarons:

 

1-Peneire o açúcar de confeiteiro com amêndoa em pó

 2- Coloque o corante na primeira parte de clara de ovo (110g) e despeje sobre a o mix de açúcar e amêndoa sem misturar.

3- Ferva a água com o açúcar refinado até atingir a temperatura de 118°C.

4- Quando o xarope chegar a 115 °C, comece a bater na batedeira a segunda parte das claras de ovos até formar picos firmes.

5-Prepare um pincel mergulhado em água fria e limpe as bordas da panela com a escova para evitar que o açúcar que ficou na borda sem ser dissolvido não caia sobre a clara de ovo batidos.

6-Logo que o xarope de açúcar atingr 118 ° C remova do fogo imediatamente e com a batedeira ainda ligada despeje a calda de açúcar sobre as claras firmes, pouco a pouco. Continue batendo em velociade alta da batedeira.

7-Bata e deixe esfriar a 50 ° C antes de adicionar o açúcar e amêndoa preparado anteriormente.

8- Misture lentamente ¼ do merengue italiano com a mistura de açúcar e amêndoa até misturar bem. Adicione o restante do merengue e misture bem, delicadamente. Cuidado para não mexer demais.

 9- Coloque a mistura dentro de saco de confeitar e faça um furo na extremidade.

10- Pegue uma forma forrada com papel esprema o saco de modo que sejam dispostas na forma bolinhas/ macarons, deixando um espaco de 3 cm entre um e outro. Nas pontas extremas o papel manteiga cole o verso com um pouquinho de massa e pressione contra a assadeira para evitar que as pontas do papel se movimentem dentro do forno e estrague um dos macarrons.

11- Com uma peneira, polvilhe o topo com cacau em pó ( opcional)

12- Deixe os macarons descansando em temperatura ambiente por pelo menos 1h para formar uma pele que, ao tocar na parte superior do macaron com o dedo, ele não

13- Pré-aqueça o forno a 180 °C . (É melhor para assar em uma temperatura mais baixa 140 a 160 ° C, dependendo do seu forno, por um longo período de tempo para que as metades possam subir lentamente mas de forma consistente. Alguns fornos não têm uma boa circulação, e acabam fazendo um aumento de temperatura excessiva. Alguns colocam uma colher de entre a porta do forno durante todo o processo de cozimento).

14-Coloque a assadeira no forno e asse por 9-12 minutos (depende do forno) e mantenha a porta do forno entreaberta com uma espátula de madeira.

15- Não remover a partir da folha até que estejam completamente arrefecida

 16. Quando ele é cozido, retire do forno e retire a folha de papel manteiga da forma para evitar que eles continuem assando. Deixe esfriar sobre uma grade. Quando estiverem completamente frios, remova da folha com auxilio de uma espatula.

Para o recheio:

 1- Pique o chocolate e reserve.

 2- Corte a manteiga em pedaços.

3- Corte o maracujá ao meio e retire o polpa. Coloque na peneira e retire 250g de suco.

4- Pese o suco e leve-o para ferver.

 5- Despeje o suco sobre o chocolate picado de modo que todo o chooclate fique imerso no suco. Deixe derreter sozinho por 1 minuto. Em seguida mexa com uma espatula de silicone ate que o chocolate derreta por completo. Se ainda tiver alguns pedacos e voce ver que o chocolate nao vai derreter, coloque por uns 8-10 segundos no microondas e mexa novamente.

 6- Cheque a temperatura da mistura e quando estiver a 60 ° C, gradualmente adicione a manteiga. Mexa até que o ganache fique um creme brilhoso e homogeneo.

7- Despeje em um prato. Cubra o ganache com filme plástico transparente. Mantenha-o na geladeira até que fique cremoso.

8-Despeje a ganache em um saco de confeitar e use uma ponta um bico numero 11 ou faca um furo.

D I C A S:

  •  Podes dividir a receita pela metade.
  •  Peneire a farinha/farelo de amêndoas, de preferência use farinha/farelo de amêndoas bem fininho e assim a casquinha fica mais lisinha e evita que pedaços maiores fiquem aparecendo.
  •  Se você armazena a farinha de amêndoas na geladeira ou no freezer, deixe ela secar, para remover remover toda a umidade antes de usar. Vai melhorar a estrutura e forma dos seus macarons e reduzir o risco de rachaduras.
  •  Pierre Herme recomenda envelhecimento das claras, separando clara de ovo da gema e deixando-as na geladeira por até 7 dias. Eu deixei por apenas 4 dias. A razão por trás do “envelhecimento” das claras é a redução do teor de umidade, tanto quanto possível. Aumenta a elasticidade das claras. Se pular essa etapa, pode acabar com uma massa mais líquida, que não trará grandes resultados.Tire as claras da geladeira algumas horas antes de fazer macarons para trazê-las à temperatura ambiente antes de bater.
  • Hélène Dujardin diz que quando precisa fazer com urgência e não tem as claras envelhecidas, coloca-as no microondas por 10-20 segundos em velocidade média-alta.
  • Use, ingredientes da melhor qualidade, sempre que possível.
  • Eu decidi por usar um corante bem claro pois não tinha a cor de limão que a receita pede e que remete a cor de maracujá. Coloque o corante aos poucos para evitar que fique uma cor muito forte ou indesejada. Lembre-se mais é menos!
  •  Quanto a preparação do recheio, eu não segui o método descrito no livro, e sim o meu (descrito na receita abaixo) já que tenho mais prática com ele e não corro o risco de talhar o ganache.
  •  Se os macarons formarem picos em seus topos ao confeitar com a massa crua, alise-os com a ponta do dedo molhado.
  • O número de macarons da receita depende de quão grande você fará.
  • Para fazer os tamanhos iguais, de + ou – 2.5 cm cada um, peguei uma folha de papel manteiga, como tamanho modelo uma das extremidades do bico de confeitar grande e circulei com o lapiz ao redor. Deixei um espaço de 3cm de distancia entre um e outro.
  • Deixe os macarons na geladeira por um dia antes de come-los para apurar o sabor. Esta é com certeza uma tarefa difícil mas os macarons logo que assam ficam um pouco seco. A mágica acontece quando macarons são preenchidos, montados e, em seguida, deixados a maturar durante 24 horas. Para Pierre Hermé, os macarons assim que são feitos, não estão prontos para comer. Eles são mais gostosos depois de 24 ou mesmo 48 horas. Uma osmose ocorre entre o recheio e o biscoito.
  • Macarons podem ser congelados. Coloque-os em um recipiente fechado e congele até 4 a 5 meses. Uma vez que os macarons estão congelados, você pode retirar a quantidade exata que você precisa. Simplesmente deixe o macarons à temperatura ambiente durante 30-35 minutos e eles estarão prontos para comer
Publicado em Receitas doces, Sem Gluten | 1 Comentário

Pao com banana

 

 photo

Eu nunca sei quando alguma coisa vai agradar a minha filha ou nao. Das 3 principais  refeicoes do dia, o café da manha eh sempre o mais facil, relax e ela geralmente come uma papinha de aveia ou mistura de cereais com leite e uma frutinha. Ela adora pao inclusive os sem gluten. O jantar eh sempre o mais dramatico, o que me deixa preocupada.

Eu fico horas na cozinha preparando as comidinhas especialmente para ela e, uma sensacao de aperto no coracao, ansiedade, panico sempre tomam conta de mim na hora de servi-la. Muitas vezes fico super excited tendo certeza que ela vai amar o que preparei e entao, ela olha, pega na mao, cheira e coloca de volta. Mexe um pouco, brinca e decide que nao gosta sem ao menos provar.   

Eu provo na frente dela, faco hummmm, delicia, faco aviaozinho que ela nunca acha graca e nunca abre a boca e nada disso funciona, nada a comove ou a faca mudar de ideia.

Eu fico arrasada e falo baixinho para mim mesma: filha, se tu soubesse como mamae fez tudo com tanto amor e carinho! Tenho certeza que se ela soubesse com certeza ela abriria um sorrisao e diria : Dilicia mamae!,  mesmo nao gostando.

Tiro uma comidinha do freezer e descongelo ou entao apelo para as papinhas prontas e muitas vezes nem isso funciona. E, quando tudo parece estar perdido, volto para o basico, para o simples, algo que consigo preparar em 2 minutos como banana, blueberries e uma fatia de pao sem gluten tostada. Ela come feliz e volta a brincar e eu, seguro entao o premio de consolacao pois afinal de contas ela comeu algo.

Publicado em Manuella | Deixe um comentário

Ela ja é toddler

photo

Ela acabou de completar 1 aninho, e ja da sinais de independencia, de separacao. De um dia para o outro ela decidiu que nao queria mais comidinha na boca e quando vi ela ja segurava na colher e o garfinho direitinho. Highchair eh coisas para bebezinho, ela gosta mesmo eh de sentar na cadeirinha pequena. Ja sobe escadas com agilidade e rapidez que me assustam tanto quanto sua personalidade forte.

O tempo voa e em um estalar de dedos ela ja tera 2, 5, 10, 15 aninhos e entao falara que nao precisa mais de mim. Mas enquanto isso nao acontece, e enquanto ela ainda depende um pouquinho de mim vou aproveitar para escrever aqui a nossa historia, os nossos 50 milhoes de momentos felizes, nossos ups and downs. Chegara um dia em que she will draw the line e entao escrevara a sua propria historia mas esse cantinho sera sempre nosso.

Publicado em Manuella | 1 Comentário

De volta a blogosfera!

 

O retorno o blogosfera sempre esteve programado na minha mente, mas sem deadlines, sem pressao, sem obrigacao. Desta vez queria algo diferente, simples, queria voltar ao comeco, la em 2006, quando ingressei no mundo dos blogs, onde tudo era simples e a gente blogava por paixao, sem essa coisa de numero de acessos e como fazer para seu post aparecer no google search.

Queria um blog sem custo de manutencao, sem host, sem .com, sem depender de designer para fixar algo, sem ter que renovar anualmemente para nao correr o risco de perder tudo o que havia escrito ha anos. Queria algo que pudesse deixar registrado para minha Manuella ler no futuro.

Decidi entao criar o My Sweet Manuella em homenagem a essa linda bebe que enche minha vida de alegria desde o dia que fiquei sabendo que ela estava crescendo dentro de mim. Um blog onde falarei sobre tudo e com a frequencia que o tempo permitir, alias, o tempo nao tem sido meu aliado.

Pretendo tambem falar aqui sobre mais uma das minhas grandes paixoes: a culinaria. Nunca consegui definir direito quando essa verdadeira paixao comecou e baking eh sem sombra de duvida uma verdadeira terapia pra mim. Eh dificil descrever essa paixao em palavras mas sei que conversar sobre comida eh algo que nunca me cansa. Ah eu posso conversar por horas e horas.

Eu sonho em ver minha filha comigo na cozinha fazendo pequenos petits delices e entao desfrutar com ela nossas delicias no cha da tarde.

Ser mae eh realmente algo maravilhoso e sou muito grata a Deus por ter me dado essa oportunidade.

Enfim, estou de volta e muito feliz.

Publicado em De tudo um pouco | 3 Comentários